Golfe, onde você está competindo principalmente contra si mesmo

O grande jogo de golfe é definitivamente um esporte competitivo. E é um esporte desafiador aprender a jogar e jogar bem. Uma parte do desafio do jogo de golfe é a competição contra você mesmo, com a qual todo jogador de golfe luta.

O que é essa “competição contra você mesmo” de que estou falando? Bem, deixe-me ver se consigo explicar. O golfe é um daqueles jogos que nunca se aperfeiçoa. Mesmo os jogadores de golfe profissionais têm dificuldade em qualquer dia. O swing de golfe é complicado e acertar aquela pequena bola de golfe branca e fazer com que ela chegue onde você quer pode ser difícil em um dia bom. Mas, como muitos jogadores de golfe sabem, normalmente basta uma boa tacada de golfe durante uma rodada para trazê-lo de volta outro dia.

Assim, ao jogar golfe, compreender o seu próprio jogo de golfe e o nível atual do seu jogo é muito importante para desfrutar do jogo e jogar o seu melhor. Caso contrário, você tenta tacadas de golfe que realmente não deveria tentar e se coloca em situações difíceis de escapar.

Portanto, essa competição contra você mesmo tem a ver com jogar dentro de si mesmo e abordar o jogo jogando seu jogo. Não tentar acertar a mesma pontuação que seu parceiro de jogo. Não dirigir para afastar todos em seu quarteto. Usando seus pontos fortes e jogando em torno de seus pontos fracos para marcar o melhor que você é capaz de fazer.

Além dos desafios do jogo em si, existem vários outros fatores que complicam essa competição consigo mesmo para jogar seu jogo. Primeiro são seus parceiros de jogo. Sempre parece haver algo que faz com que os parceiros de golfe desafiem uns aos outros para ir além de suas habilidades.

Talvez vá para um par 5 em duas tacadas, em vez do três padrão. Ou está tentando um tiro quase impossível entre as árvores, em vez de apenas estilhaçar no campo. Mas com muita frequência, instigados por nossos parceiros, deixamos o ego atrapalhar o bom senso e dar um lance que acaba nos custando mais tacadas no cartão de pontuação.

Outra coisa que se insinua é o próprio campo de golfe. Os arquitetos de campos de golfe normalmente desenvolvem buracos de golfe tendo em mente o risco-recompensa. Muitos buracos irão tentá-lo a tentar uma tacada mais difícil com a recompensa de cortar golpes de sua pontuação. Mas também há a penalidade se você não executar o tiro. Por exemplo, você tem um par 5 mais curto do que o normal com uma pequena área pantanosa bem em frente ao green. Alcançar o green em dois nesta área pantanosa não é impossível, mas é preciso um bom tiro no alcance externo do seu jogo de ferro. Portanto, errar significa que você está no pântano e desistindo de golpes. Esse tipo de configuração o leva a tentar uma tacada que você faria três em dez vezes. Então você sabe que pode fazer isso, mas não é automático. Portanto, o design do curso complica a competição contra você … Você corre o risco ou joga pelo seguro?

O golfe é um grande jogo. E os jogadores de golfe normalmente são totalmente viciados no jogo. Aproveite o jogo e jogue consigo mesmo e diminua sua pontuação!

Deixe um comentário